Arquive-se: linha do tempo

malaweb hex57
Arquive-se: linha do tempo
Instalação/vídeo: vídeoprojecção, folhas de papel, luz strob, 2007

Amachucando folhas exercito a minha mão, quebro o ócio, construo um diálogo entre o papel e a minha pele.
Quantos músculos terão que ser recrutados para executar a simples tarefa de amachucar?
Quantas articulações irão desfalecer para que o sentimento humano não sucumba perante o papel?.
Sobra uma mão
Começo a sentir uma vontade compulsiva de destruir folhas, de arquivar escritos que revelam momentos frágeis da peste humana.
Uma folha de papel é um espaço vazio, criado para ser preenchido. As mensagens que podemos escrever numa folha, por vezes podem ser criminosas.
Existe o perigo da má fé e a extrema ignorância dos decisores.
No final sobra o arquivo e a falta de zelo dará ao caruncho o magnífico sabor da assinatura da nação.