Zoologia dos Trópicos” foi uma exposição colectiva do brasileiro Nelson Leirner e do moçambicano Jorge Dias.

Zoologia dos Trópicos: Nelson Leiner e Jorge Dias

Nelson Leiner e Jorge Dias
29 de Outubro a 31 de Dezembro de 2005
Programação: Alexandre Barata
Curadoria de António Pinto Ribeiro
Produção: Jorge Rocha

Zoologia dos Trópicos” foi uma exposição colectiva do brasileiro Nelson Leirner e do moçambicano Jorge Dias.
Tratou-se de uma mostra onde os artistas abordaram conceptualmente a dessacralização da arte, criando instalações e obras a partir da reapropriação das suas raízes culturais (Africanas e Sul-Americanas), contribuindo com originalidade, para o pensamento contemporâneo universal.
Nelson Leirner é uma referência da História da Arte da América do Sul. O seu nome está ligado aos importantes movimentos de ruptura e de vanguarda brasileiros. Jorge Dias reside em Maputo, onde está associado ao Movimento de Arte Contemporânea Moçambicana – Muvart – a primeira plataforma artística e política que entra em ruptura com o colonialismo cultural imposto pelo modernismo europeu.
O Centro Cultural de Lagos convidou os dois artistas “por indicação do comissário da exposição António Pinto Ribeiro, para integrarem o Festival do Descobrimentos”. A intenção foi “associar ao evento não só uma vertente comemorativa, mas também um olhar para o presente e o futuro do espaço cultural da lusofonia, dinamizando um ciclo de “Novos Descobrimentos””.
Nelson Leirner nasceu em São Paulo, em 1932. Jorge Dias em Maputo, em 1972.